.comment-link {margin-left:.6em;}

The Sun Green Hills

Conversas de café e outros devaneios...

greendale

quarta-feira, dezembro 28, 2005

Saudade

Nestes últimos anos têm sido muitas as casas onde tenho vivido e muitas as caras com que me tenho cruzado e que vou deixando para trás. O facto de ter vivido e continuar vivendo em tantos sítios diferentes traz, para além dos inegáveis interesses e estímulos que o mundo "saltimbanco" oferece, alguns sentimentos de perda e vazio. São várias as pessoas por esse mundo fora - e por esse mundo dentro também - que gostaría de ter ao meu lado. Mas que não estão. Pelo menos sempre...

Aproveito as palavras escritas por esse irmão e grande amigo chamado Manu (http://enviadosespeciales.bitacoras.com/), para expressar esses sentimentos com que (con)vivo. São sentimentos muito antagónicos. São muito doces, mas sem deixarem de ser amargos.

O Manu é outro incurável viajante com quem tenho o privilégio de privar de vez em quando. As suas palavras, pela profunda e natural sensibilidade que o acompanha são também minhas.

"Estos son mis primeros pasitos en esta bitacora. internet me impone respecto (estar expuesto ante tanta gente) y estoy nervioso, pero aun asi el empezarla hoy me hace sentir muy bien. la idea me estuvo rondando la cabeza durante mucho tiempo: meter escritos y fotos en una pagina y dedicarla a toda la gente a la que quiero, de alguna manera sentirme más ligado a todos mientras estaba lejos, aunque esto de lejos es relativo, ya que a menudo conocemos a gente que no podemos ver todo lo que nos gustaria, por cualquier motivo, un dia hablando con una amiga le explicaba como me siento cuando por alguna circunstancia te separas de las personas. no todas las situaciones son iguales pero a veces me gusta pensar que cuando ocurre, el tiempo de ese vinculo se para, para volver a correr cuando te vuelves a encontrar, aunque la vida de todos nosotros siga... le decia en broma que a veces siento como se tuviera enviados especiales esparcidos por muchos lugares, que aunque no vea a menudo siento cerca y constituyen una de las cosas de las que mas desfruto cuando las oportunidades de reunirse de nuevo aparecen."

6 Comments:

Blogger Pedro Tomás said...

Grande Kata um grande e forte abraço daqui deste teu sempre amigo.

Saudade essa palavra tão Portuguesa,tão sentida , só quem ama sente saudades e tu amigo amas , amas a vida e as pessoas e podes crer és amado...

11:26 da tarde  
Blogger OORANOS said...

Have a good time

12:18 da manhã  
Blogger Francisco said...

Toda a gente merecia ter a tua companhia. O mundo seria algo de tão certo quanto o Bairro do Amor.

8:30 da tarde  
Blogger Sheriff Esteves said...

É sempre engraçado vaguear pela comunidade bloguistica e encontrar pessoas conhecidas. Grande abraço xico e bruno e vou linkar o greendale à cidade sem lei, ok??

7:28 da manhã  
Blogger Sheriff Esteves said...

já agora um pouco de publicidade :)

www.cidadesemlei.blogspot.com

7:29 da manhã  
Blogger Kata said...

Quase 2 meses depois de ter escrito este post apercebi-me que recorri a um espanhol para melhor explicar o significado dessa palavra tão orgulhosamente portuguesa: a saudade! E continuo crente que a explicação está fenomenal! Afinal, os sentimentos não estão apenas relacionados com as nacionalidades e com os países de onde vÊm (cujas línguas não surgiram de geração expontânea) mas sim do fundo do coração de cada ser humano independentemente do local de onde são orignários. A saudade é uma palavra cujo sentimento é universal.

No mínimo curioso...

12:01 da tarde  

Enviar um comentário

Links to this post:

Criar uma hiperligação

<< Home