.comment-link {margin-left:.6em;}

The Sun Green Hills

Conversas de café e outros devaneios...

greendale

quarta-feira, março 08, 2006

Atrasado, como sempre!


São quase vinte sete anos... que raio, este relógio não pára! Acho que já estou atrasado, como sempre. Ainda há uns dias tinha um jantar marcado para as vinte e uma horas e cheguei atrasado. Desculpo-me pensando: «Se eu fosse inglês é que devia estar preocupado...» . Segundo os padrões da nossa sociedade as horas do nosso relógio servem para nos orientar no que diz respeito ao timing de cumprir certos compromissos igualmente impostos pela sociedade. Aqui há pouca tolerância para com os atrasos e logo nos imputam o consequente epíteto de atrasados.
As razões para os atrasos pouco importam. Logo, os juízes apontam para o relógio apressando-se a frisar a possível irreversibilidade de certa tarefa. «Já passa da hora», dizem eles. Pior. Parecem satisfeitos por isso. Afinal de contas eles lutaram para chegar a horas. Não digo que tenham lutado contra alguma coisa, digo antes que lutaram para alguma coisa: para chegar a horas. Parte-se do princípio que quem não chega a horas é porque não lutou o suficiente. É mais simples dizer isto, não vão eles pôr-se a pensar nisso e perder tempo correndo assim o risco de chegar atrasados aos próximos compromissos. Isso não.
...Ora bolas...! Já estou atrasado para um compromisso que tenho marcado para as duas da tarde. Já estou a ver: Vão apontar para o relógio e chamar-me-ão de atrasado. E vá eu dizer-lhes que estive a reflectir um pouco.

3 Comments:

Blogger Sheriff Esteves said...

Por isso não uso relógio e o meu já passou dos 27 anos.

www.cidadesemlei.blogspot.com

1:58 da tarde  
Blogger Kata said...

Isso da pontualidade dá tanto que falar... O mesmo digo em relação ao levantar cedo.

Está biologicamente provado que não rendemos convenientemente pelo menos até 2 horas após nos levantarmos da cama. O nosso sistema de vígilia só está apto a actuar em pleno após esse tempo. Nos países escandinavos, por exemplo, isso já é entendido. Trabalham menos horas e só entram às 11am. Mas trabalham melhor. Porquê será? Não é do sol de certeza... De qualquer das formas os dias têm 24 horas para todos, embora desse jeito mais.

Nos mesmo países os primeiros a chegar ao trabalho estacionam mais longe, assumindo o princípio de que quem chega mais atrasado tem mais urgência e necessidade em estacionar à porta. É um princípio engraçado.

Lembro-me também que quando estava na Bélgica tinha uns amigos eslovenos. Nas primeiras semanas tinham por hábito telefonar-me por volta das 11 da manhã a perguntar-me o que ia fazer à noite. hahaha. eu dizia-lhes "sei lá amigo!" eles combinavam então para as 23h30 EM PONTO num qualquer bar. Isto impressionava-me muitissimo! Claro, nos mails que enviavam para a malta juntavam um PS dizendo: "portuguese, please don't be late" isto, claro, marcando algo para daí a 4 ou 5 dias.

Eu, por mim, acho que a pontualidade rouba o tempo. Mas normalmente sou sempre pontual, quando ha que o ser. Mesmo nunca usando relógico, excepto claro para trabalhar. ;)

Gostei da foto.

una fort abraçada

2:37 da tarde  
Blogger Beatriz said...

mui mui engrançado, tanto o post como os respectivos comentarios.
Pontualidade faz falta, na minha modesta e desinteressante opiniao. Quem "parece satisfeito" pelos atrasos dos outros... bem, é de facto uma previsão, um hábito, um discurso verbal ou não verbal (como o apontar para o relogio e fazer cara feia) preparado de ante-mão que dá imenso gozo levar até ao fim. Mas os atrasos são desagradaveis. Odeio a experiencia de me deixarem pendurada, que me interrompam as aulas com ar de enfado e sem qualquer pedido de desculpas aos presentes. E sinceramente, acho realmente que quem se atrasa POR REGRA não lutou o suficiente para chegar a horas.
Por outro lado, o mal português é o comentario-tipo que condeno, como uma justificação quase genetica para se chegar tarde a todo lado. Talvez se se programasse as pessoas para pensarem que os portugueses têm tendência a chegar cedo, o efeito fosse diferente do que o que se promulga por aí...
Mas enfim... opiniões...

2:59 da tarde  

Enviar um comentário

Links to this post:

Criar uma hiperligação

<< Home