.comment-link {margin-left:.6em;}

The Sun Green Hills

Conversas de café e outros devaneios...

greendale

segunda-feira, agosto 06, 2007

ESCORRO


Apetecia-me escrever sobre a água do Mar… O modo como permanentemente se vai mutando em diferentes tonalidades, à medida das curvas das ondas, ao fulgor das luzes solares e outras que a tomam, à benção cósmica despoletada pelos Deuses e pela Lua, às correntes, à orientação, ao recorte das costas, à simples pedra (jogada por um rapazinho que descobre) que lhe impõe infinitamente um contínuo de consequências, entre elas este registo, não só do ponto de vista da memória, mas mesmo físico.
Por tudo isto e por todo o existente, me apetecia escrever sobre a água do Mar, talvez também a do Rio, das Ribeiras, dos Lagos, das Lagoas, Cachoeiras, Charcos, gotas de outras escalas, lágrimas de outros rostos…
Mas não o vou fazer !?!
Olhá-la, senti-la, respirá-la, recriá-la…
Escreverei então, a consequência da água do Mar nestes meus minutos de contemplação, solidão, temperamento, tédio, procura, noite, degustação, saudade, vontade, insanidade, Mar!
Sim fui / sou Mar, e a pedra que chapinha…
Apetece-me!

4 Comments:

Blogger Francisco said...

A água, a própria fonte, a água...
;)

8:27 da tarde  
Blogger Kata said...

Be water, my friend!

:)

9:50 da tarde  
Blogger Don Cassola said...

Be moka...

4:36 da tarde  
Blogger Vigilant Side-Kick said...

Big moka...

6:17 da tarde  

Enviar um comentário

Links to this post:

Criar uma hiperligação

<< Home